quinta-feira, 14 de maio de 2009

Oásis no Deserto!


Senhor Deus! Estou aqui de janelas abertas á olhar esse céu azul imenso...Grandes nuvens brancas vão seguindo diante dos meus olhos... Posso, Senhor meu Deus sentir a suave brisa que passa em desalinhos aos meus cabelos... Respiro fundo! Fecho esses olhos... Deixo deslizar toda minha tristeza ao ser tocada pela certeza da tua existência ao ouvir verdadeira sinfonia por bandos que param diante ao brilho dos raios que esse sol maravilhoso reflete autorizado por ti meu Pai.... As arvores que neste momento tem suas folhas em movimentos lentos! Balança! Obra tua que é dono de tudo! Criador desse universo maravilhoso, embala em um carinho inexplicável .Ah! Meu Jesus, ser acalentada por todo esse teu amor faz-me clamar teu nome em hino e oração... Sei que teu poder e Glória vão além dessa terra, submerso ao mar e além deste céu! Sinto-me envergonhada, diante aos meus pecados... Porque sei que és perfeito... Por isso Oro! Peço! Clamo, teu perdão Senhor meu Deus! Se não foste a tua misericórdia estaria eu ainda neste deserto de alma sepultada em prantos de dor! Desespero... Consumida e oprimida, de coração quebrantado sem forças para seguir... Temendo a ventos fortes que me devastava em chuvas de areias, que deslizavam por toda minha face lavada em águas salinas.. Suor! Lágrimas!. Fome! Sede!...Ah! Esse corpo inerte... Clamei! Para onde foram os amigos? Por todos chamei alguns olhei, mas ali continuei porque forças não encontrei...Perdida! Acabada! Desenganada... Foi exatamente neste momento que mãos firmes senti sustentar-me! Aleluia! Oh! Senhor, ainda sem brilho em meu olhar, aprisionada! Enclausurada! Nunca estive só. Porque tu nunca me esqueceste... Estas aqui, do meu lado esperando meu chamado, ainda que oculto tenha sido meu grito... Escutasse-me Senhor! Fazendo-se firmar que é Deus dos impossíveis! No deserto, comigo sentou... Um Oásis criou... Jejum me purificou! Agora, descansando estou olhando tudo que o Senhor criou...Embora ainda no deserto, mas Soberano comigo ficou, escuta meu Louvor! Porque assim afasto a dor, e tudo que inimigo inventou... Porque grande é meu Senhor... Que exercito comandou quando em guerra me encontrou. E assim, abracei minha paz... Erguendo a bandeira sigo meu caminho... Caminhos que por muitas vezes meus pés tentam me parar em passos firmes que tento dar... Mas voo na imaginação ao encontro do Paraíso... Na fúria das tempestades sinto brisa passar por mim... Olho natureza! Suspiro! Glória! Aleluia! Princesa deste deserto, serva deste Príncipe!, Rei!... Que governa este sol e domina noite... Tornando crepúsculo brilho da lua e luz as estrelas! Assim é esse Deus... Onipresente por cada segundo. Agindo ao meu favor, o céu faz mover, os anjos trabalhar... Porque ainda no silencio presente ele esta... Ah! Que Deus é esse que dar sossego no deserto? As roupas não se rasgam, nem sapatos estragam... Mudou meu jeito de pensar,Agir e desejar! Projeto me fez criar... Certeza de realizar! Hoje posso certa de o teu nome falar... Jesus Cristo! Poderoso! Milagroso! Grande e senhor de toda honra... De toda Glória! _ Abriu meu coração, plantou verdadeiro amor. “O choro durar uma noite, mas a alegria no amanhecer vira” Obrigado, senhor meu Deus! Pelas correntes que aqui quebraste, cadeados que por ti foram abertos... Aquilo que parecia impossível, o milagre disse para mim: _ Eu estou aqui Aleluia!. Bendito seja o teu nome. Que hoje aqui neste lugar minha vida vê mudar... Logo fico a lembrar que por mim na cruz do calvário vida pôde entregar. Para liberdade eu ganhar! Que homem é esse, que por amor morreu, e em nenhum momento enfraqueceu? Do inferno faz paraíso... Do fim faz inicio... Jeová! Seu nome pode gritar!Quem tem ouvido ouça nele pode confiar não importa o lugar que estejas, ele vai chegar se no deserto, caverna ou no vale da morte, Jeová chega lá basta sua mão levantar teu sofrimento vai passar, tua vida modificar, ferida pode curar... Nunca deixara o justo perecer neste lugar... Tua graça vai mandar, basta acreditar... Socorro pode chamar! Apenas ele esperar porque ninguém encontrara saída de onde estas... Podem até tentar... Mas milagre só ele fará, assim como abriu o mar, montanha mudou de lugar, cego fez enxergar, paralítico andar lepra curar e até um morto levantar teu problema será fácil solucionar... Mas, tem que acreditar, do inimigo libertar. A vitória esta por trás da muralha deixa Jesus ti levar... Os demônios nunca suportaram o poder de Deus. Assim como aconteceu comigo, certamente esta contigo... Deixa Deus ti usar, grande e cristalina são as suas palavras... Mudou o quadro neste deserto, antes de dor e tristeza, hoje estou descansando, mas deixando-me ser moldada pela Palavra de Deus, para o resultado do assentamento... A Palavra gera, Salva! Regenera! Liberta! Produz Fé! Santifica! E... Nos atrai a Deus. Importante é ler! Estudar! Meditar! Disseminando, para quando lá fora chegar, seu nome exaltar: Esse é Jeová. Aleluia!

Obrigado meu Senhor e Pai eterno... Grande és tu em minha vida!
V.M.

domingo, 10 de maio de 2009

Meu filho, Meu Anjo!


Quando peito sentiu falta do abraço... Os olhos necessitaram do brilho! A boca do beijo! A essência do olfato! Vem lágrima! Nos olhos, lembranças com desejo de ver! Ter! Tocar! Acariciar! Coração no silencio grita! Porque quer! Precisa! Vêm o clamou! Caminho... Passos lentos por cada canto de onde ainda posso ouvir passos... Ah! Filho, isso é saudade! Pela certeza de que aqui já não estais além dessas lembranças e todos esses desejos... Estas com os anjos neste momento, em nuvens percorrem o Paraíso em pastos verdejante deves correndo estar glorificando e exaltando esse Deus soberano e maravilhoso! Sabe ele, que surpresa ainda estou longe do meu grande amor... Porque em meu egoísmo de mãe desejava lhe ter hoje aqui para que tudo isso pudesse inverter... Mas, o que penso não são o mesmo pensar desse que fez terra! Céu e mar! Estando aqui abraçada com o tempo que não quero soltar com medo de também lhe tirar. Filho! Rendo-me, diante a tanta vontade... Na sala vejo-lhe entrar sorrindo alegre a cantar! Tristeza era difícil lhe pegar, seu humor podia contagiar... Ah! Filho, falta do amigo estou a senti das palavras preciso ouvir da sua boca ver sair... Meu astral renovar por saber o meu pensar, meus planos e projetos já nem posso olhar porque comigo arquitetou e tudo planejou... Quebrantado meu coração vem a ficar... Sei que não deveria chorar... Mas de saudades acredito... Posso me banhar no meu leito soluçar! Ninguém deixar compartilhar dos versos que faço rimar sua partida não quero recordar mas não posso evitar tudo aqui tem seu começo! Melodias estão ouvindo na sua voz saindo na sala lhe vejo dançando ! Rodando e brincando! Em minha direção vem chegando com ternura me levantando... Como sempre me ensinado o passo que manda o compasso da canção. Sorrindo e chorando agora estou vivendo em meus sonhos... Só Deus! Oh! Filho, Eu quero renovação! A Deus imploro perdão! Por fraquejar coração, sei sou apenas mais uma mãe quebrada na “perda” indesejada! Inesperada! De um filho lindo! Amigo! Amado! Sendo assim peço mais uma chance. Nove meses... Dezenove anos e vinte e três dias... Recomeçarei descobrindo se existe quantidade maior do amor que dei. Deixa-me também Há! um outro relógio para marcar tempo e espaço? Se, errei perdão agora suplico...Fala-me Senhor, sei que estas comigo. Dai teu ombro para cabeça encostar soluçar e silencio quebrar! Assim como foi aberto o Mar Vermelho pra Moisés e todo povo de Israel atravessar das mãos do Faraó tirar e escravos não mais ficar... Sei Senhor podes ouvir-me: __ Muda o rumo da minha História. Vem, aqui esta minha mão, segura e segue uma direção firme preciso ir... Das lembranças apenas sorri porque gotas não quero beber o sal nem quero sentir, além do doce por cada cena reviver com meu filho que nunca em mim ira morrer... Deus, cuida desse filho que a nós pertence porque mãe fez-me dele ser. Agradecida eternamente serei em cada palavra que para ele pronunciei nos últimos dias que assim meu coração sabia, então me diz Senhor do impossível: __ Deveria eu, ter feito mais?... Ah! Meu Pai, eu preciso de uma resposta tua para abrandar este velho peito de tantas saudades! Que importa o dia, ou a estação se permanente esta em minha alma, esses sonhos estorvados a serem introvertidos? Acredito que hoje, mandou-me resposta, filho... Força eu encontrei em seus olhos olhei... Lágrima parou quando para o céu meu olhar fitou! Na imaginação entrei, nas lindas nuvens sentei ao céu entrei paz encontrei quando sorrindo seu rosto olhei e anjos contigo ali observei. Obrigado, então digo ao meu grande Deus! Em paz filho esta porque com o Pai voltou a morar. Aleluia!

Pela certeza, da tua existência meu Jesus amado, sei ... Juarez Martins vive!

segunda-feira, 4 de maio de 2009

CAVERNA ... NÃO!


Parecia que aquela tal tristeza nunca seguiria... Para olhos turvos e peito angustiado... Parecia que minhas noites não mais existiriam sono... Sonhos! Que o céu havia desaparecido acima daquela caverna onde lá me encontrava...
Se for dia eu já nem sabia... Porque na escuridão permanecia... o frio que ali sentia meu corpo adormecia.. Completamente esquecida pelo tempo! Pelo vento! _ Caida! Jogada! Meus pensamentos já não refletiam imagem! A luz tentava recordar... Mas naquela úmida caverna o temor domava meu querer... As lágrimas se alastravam... Transbordavam-me diante toda aquela dor. Já não mais agüentaria ficar... Socorro pediu... Mas, ninguém ouvia porque meus gritos a caverna escondia tornando-se impossível meu resgate. Certamente estava morta! Quando o desespero me acorrentou e cadeado fechou
Implorei amor... Onde estas Deus do impossível? Vem!... Entra nesta caverna, quebra essas correntes, abre cadeado... Levante-me deste poço de lágrimas... Toma-me pelas mãos, leva-me para o brilho do dia! Preciso olhar para aquelas nuvens brancas que tanto me fez sonhar! E os pássaros ouvir cantar! Senhor meu Deus, pega-me no colo, escuta meu pranto enxuga minhas lágrimas! Ressusita-me! Permita, Senhor Meu Deus, todos os anjos e arcanjos para meu socorro... Daí me teu ombro para que meus lamentos sejam transformados em Louvores e mesmo que ainda na caverna eu tenha que ser abatida, ainda que a noite não se faça dia, nem estrelas, nem luar, para meus olhos possam se mostrar! Eu possa ti louvar! E dos céus venha tua misericórdia! Em meu coração de pedra em carne transformar... Que essa solidão liberte-me das trevas oprimida do qual encontrava-me...Caverna é esconderijo onde não se chora apenas por uma noite porque o dia lá nunca chegara precisava sair dali... Clamei teu nome entre as arvores inexistente daquele lugar, das lágrimas que me afogavam Oceano se tornou... Os peixes puderam ouvir também tanto clamou! Perguntando onde esta o Senhor? Que tudo pode curar, quando nele acreditar? Ainda que a tempestade não me cessasse teria que acreditar porque em tudo comecei a lembrar...Todos que para caverna vieram se refugiar bem não puderam encontrar porque aqui é lugar obscuro onde energias não são recarregadas... Onde o mal prevalecera entre rochas tenebrosas... Em uma atitude impensada levamos conosco todos aqueles que nos amam... Aqueles que amamos... Minha alma em meu corpo pôde sentir entrar! Da Palavra voltei a lembrar, Jesus então falar:
“Vinde a mim todos os que estais cansado e oprimidos e eu vos aliviarei”. Aleluia! Tão logo falei... Ah! Senhor Jesus, neste momento respiro desespero... Vem! Entra! Socorre-me! Muda meu Cativeiro levanta-me desse poço quebra as correntes deixa-me sentir teu ombro preciso cabeça encostar, lágrimas enxugar ah!... Ainda que de volta para o Deserto, Ti Suplico Senhor meu Deus, tira-me agora deste lugar... Misericórdia, corpo e alma não agüentam... De repente, pude ouvir a grande pedra ser afastada uma luz expulsou a sombra aquecendo-me por toda alma! Renovando-me! Em Fé! _ Cadeados abertos ... Correntes já não arrastavam. Liberdade! ... Ainda que para o deserto voltei , tua presença senti quando suas asas sob meu corpo abriram... Aleluia! Todo silencio que calei e para o mundo do sofrimento não falei descobri que sempre existiu um Deus pelejando em meus dias ... Em minhas noites comigo sempre ficou... Ah! Que Deus é esse?... De tanta misericórdia? De tanto amor e salvação? É Deus de Israel de Jacó... Glória e Louvou hei de gritar! Exaltarei teu nome enquanto vida aqui na terra estiver ainda que morra nem assim deixarei de Louvar! Um Deus que faz tristeza saltar de alegria... Deus de Promessa e de Palavra. Quando se tem um Rei que se possa reinar ao seu lado jamais precisa-se entrar... Habitar caverna. "Caverna... Não"! Minha benção já chegou! Declaro-me uma vencedora. Meu "Deus é de ontem e de agora" Poderoso! Intensifica sua luz assim como crepúsculo em minha alma! Não importa para onde vou mas comigo levarei o seu amor... Adorarei porque tudo faz por mim... Maravilhoso! Mesmo dentro de seus Mistérios ... Firme estou em sua Promessas! Quero adorar a ti meu Senhor que me fez compreender onde estou...
__ “Sentaras-se à mesa com os Príncipes” Sim meu Rei... Tua promessa se cumpriu... Hoje eu sei quantos “Vivem presos nas escuridões e, enclausurados como estão, só acreditam nas sombras (Jo 12.40).



Por tua Honre e Glória!